close button

publicidade
Fishbowl Wives - Crítica

Fishbowl Wives | Drama japonês Netlix

Série de drama japonês original Netflix baseado em uma série antológica de mangás chamada Kingyo Tsuma escrito por Ryô Kurosawa, Fishbowl Wives ganhou grande destaque no dramaland (grupos de fãs que gostam de dramas asiáticos) por conta de seu conteúdo mais erótico, porém muito mais do que apenas cenas abertas de corpos nús o show trata de um assunto muito maduro que é a realidade de casamentos em suas diversas disfunções.

Nada preto ou branco, e sim uma grande escala de cinzas em Fishbowl Wives conhecemos então cinco mulheres casadas, em situações e realidades diferentes, mas que tem um problema em comúm: a crise no casamento.

Enredo geral de Fishbowl Wives

Sakura, a protagonista é uma mulher que vive uma vida boa e de luxo na cobertura de um arranha céu, gerencia os negócios do marido, e parece ter tudo, mas vive um casamento abusivo. Em volta de Sakura temos as demais mulheres, Saya está com seu casamento em crise, por conta de sua depressão e o vício em álcool; Yuriha não é respeitada e nem ouvida em seu casamento, menosprezada pelo marido e pela sogra;

Yuka deseja ser mãe, mas o marido não quer fazer sexo com ela; Noriko precisa lidar com o fetiche do marido em querer ver ela com outro homem e Hisako tem um marido ausente. Todas elas lidam com situações frustrante e como isso pode ser causador de infidelidade e crise no relacionamento.

No entanto, apesar de suas situações, como humano, todas tomam atitudes que podem ser moralmente questionáveis, e ainda sim o show nunca te apresenta nada como uma justificativa. Eu realmente adorei como Fishbowl Wives consegue transitar entre as histórias dessas mulheres, sem realmente colocar em cheque se estão certas ou não, porque não existe um certo e um errado. Existe o que essa pessoa acha que é melhor para ela.

São escolhas e escolhas, o show consegue te passar isso, sem realmente colocar uma perspectiva condicionada. É claro que quando a abordagem é a agressão física contra a mulher, isso realmente é colocado da maneira que deve ser: ERRADA.

A beleza e a franquesa dos assuntos tratados

No entanto uma coisa que me chama atenção sobre a repercursão principalmente dentro da dramaland, é como todos falam sobre como a Fishbowl Wives tem cenas quentes (coisas que nós ocidentais temos a torto e a direito com produções americanas). Mas vi pouquíssimas pessoas falando sobre a grandiosidade do assunto – a é espinha dorçal da obra – que é a comunicação.

Como a falta de diálogo entre o casal pode ser a base de toda crise e insatisfação com o casamento. E sobre como a série aborda isso de forma fenomenal, e as consequências e atitudes que tomamos em cima disso.

Acima de tudo, Fishbowl Wives é uma série linda. Contém uma fotografia fenomenal, bem como atores que transbordam talento e quimica em tela. Assim como apresenta um assunto muito relevante que deveria ser mais discutido e colocado em pauta.

Diferente do que muitos dizem por ai, o relacionamento – idependente do status – não é uma instituição. São duas pessoas que estão em constante mudança e que precisam se adaptar diariamente uma a outra. Essa série é um grande exemplo disso.

Postagens Relacionadas